Os jovens costumam não se sentir pertencentes aos condomínios, e por conta de alguns comportamentos, podem se sentir até boicotados por não terem lugares para curtir e participar dentro dos espaços comuns, como os parquinhos para as crianças e os salões para adultos. Pensar em lugares para acolher esses grupos ajuda não só a criar esse sentimento de pertencimento neles, mas também evita de que eles estejam em locais que não são destinado à eles. Confira algumas dicas para colocar em prática no seu condomínio e transformar os espaços em locais mais inclusivos para todos os moradores. 

 

Ouvir antes de tudo

Saber quais são as necessidades e queixas deles é crucial para criar um ambiente mais harmonioso. Pesquisas e encontros para recolher essas informações são algumas opções. Depois, cabe avaliar se esses pedidos são viáveis dentro da realidade do condomínio. 

 

Espaços

Algumas dicas de espaços para acolher a galera são salão de festas e de jogos, área para ouvir e tocar música, pistas de skate, espaços para dançar ou até mesmo sala de estudos. Quando o condomínio possui esse tipo de espaço, os pais podem ficar mais tranquilos em relação à proteção dos jovens, além de agregar muito valor ao condomínio. 

 

Regras

Após implementação de espaços ou de novas diretrizes para eles, as regras são indispensáveis. Delimitar horário, espaço e número de pessoas vai ajudar a manter a ordem e fazer os espaços serem possíveis dentro do condomínio. 

 

Deixe um comentário